domingo, 8 de agosto de 2010

Poema

Ver-nos-emos um dia
náufragos ou cegos
como animais da sombra.
Está escrito.
Na latitude total
da manhã
na aurora trazida pela noite.
Ver-nos-emos na palavra
de instantânea luz
gerada
no resíduo vivo
do amor.
Ver-nos-emos
tu no meu corpo
eu no teu
para celebrarmos
o regresso
da súbita apetência
de vida
que um dia
um anjo nos ofereceu.


Ana Marques Gastâo






1 comentário:

  1. *
    está escrito
    e as escrituras cumprir-se-ão,
    ,
    conchinhas coloridas,
    ,
    *

    ResponderEliminar