segunda-feira, 13 de setembro de 2010

A COR DOS DIAS

O dia acorda sempre em cinza,
a própria luz é húmida e quente, o sol coado pelas nuvens ousa,
sabe que não temos ainda força para protestar.

O dia termina sempre num céu azul claro
riscado de vermelho laranja rosa,
num sol de profunda transparência
harmonia tranquila de quem nem precisa ousar,
porque nos deixa sempre
uma imensa vontade
de recomeçar.

Luísa Coelho






 

5 comentários:

  1. Mais um lindo poema com uma foto fabulosa, Ana.

    ResponderEliminar
  2. Bravo.. siempre es un inmenso placer visitarte..

    Un abrazo
    Con mis
    Saludos fraternos de siempre...

    ResponderEliminar
  3. Há poesias que são autênticas fotografias pelo colorido e contrastes de sentimentos e há fotografias que são poesias enobrecendo as palavras. Tu neste post consegues evidenciar os dois.
    Parabéns

    ResponderEliminar
  4. Por renasço em cada amanhecer...

    Beijo

    ResponderEliminar
  5. Uma foto fantastica, e um poema que não lhe fica nada atras muito bom, ja sou fã do blog, parabéns.
    Também escrevo alguns poemas, se quizer passar pelo meu blog sinta-se a vontade. quemprecisadeheteronimos.blogspot.com

    ResponderEliminar