segunda-feira, 19 de setembro de 2011

ENTRELAÇAR


Desentrelaço o amor
deslaçando o imprevisto
e se com ele me visto

de novo com as tuas mãos
torno a tecer
o que dispo

Entranço a luz no abraço
e o baraço no fulgor
desembaraço a nudez

tiro e uso o meu pudor
ponho o sol a iluminar
o corpo seja onde for


Maria Teresa Horta


1 comentário:

  1. Muito legal!
    Entrem no meu blog www.behappy09x@ymail.com

    ResponderEliminar